Páginas

domingo, 10 de agosto de 2014

FELIZ DIA DOS PAIS!

Senhor Irani, boa noite!

Estou escrevendo hoje porque amanhã é Dia dos Pais e eu vou almoçar com meus filhos. Não vou nem olhar pro computador.

O motivo desse email é porque li em dois jornais, um de Taubaté e outro de São José, uma notícia que me deixou muito preocupado.

O senhor não precisa me explicar, eu só queria entender, como dizia aquele macaco na televisão. Era muito engraçado, lembra? Quando ele tinha uma dúvida, lascava uma pergunta que deixava o interlocutor embasbacado e vinha com o bordão "não precisa explicar, eu só queria entender".

Escrevi essa frase porque li uma postagem em vosso blog em que o senhor falava isso. Gostei e agora estou copiando.

A minha dúvida é a seguinte:

O senhor escreveu em vosso blog que os juízes do tribunal que pediram vistas ao processo do senhor prefeito Ortiz Junior tem até domingo para ficar com o processo, certo?

Então, por que os jornais estão dizendo a mesma coisa, ou seja, que os juízes podem ficar com o processo debaixo do braço e entregarem quando quiser?

Ué, o senhor mesmo escreveu que o regimento interno do tribunal dá cinco dias de prazo para vistas nos processos. Não to entendendo.

Segundo o senhor mesmo, como são dois pedidos de vista, 2 X 5 = 10. Não sou muito bom de matemática, mas acho que a minha conta está certa, né? Desculpe a brincadeira, eu sei, o assunto é sério demais pra gente ficar brincando...

Outra coisa que me chamou a atenção na matéria foi o repórter do jornal chamar de "desembargador" o juiz Costa Wagner.

Eu sou muito curioso e gosto das coisas certinhas, por isso fui pesquisar: o juiz Costa Wagner não é juiz de carreira, como também não o é o Dr. Toron. Os dois são advogados de carreira e são juízes eleitorais na cota de representantes da OAB. Está escrito no site do próprio tribunal eleitoral.

Não precisa explicar, senhor Irani. Eu só queria entender porque os jornais chamam o Dr. Costa Wagner de desembargador, se ele não é desembargador, e o Dr. Toron de "Toron", assim mesmo, sem o Dr. na frente. Tanta intimidade me chamou a atenção.

Quero chamar vossa atenção para outro detalhe que me preocupou: os tais jornais dizem que os juízes que votaram a favor da cassação podem voltar atrás (e mudar o voto – grifo do blog). Confesso que fiquei abismado.

Quer dizer então, senhor Irani, que numa partida de futebol o árbitro valida um gol, a bola rola novamente e dez minutos depois ele resolve anular o gol porque o bandeirinha falou que tinha jogador impedido na área?

Na sua opinião, depois de validar o gol, isto é, a cassação do senhor prefeito, o senhor acha que os juízes vão voltar atrás? O senhor acredita nisso, senhor Irani?

Ora, faça-me o favor! Quem está passando informações para esses repórteres? Parece que os senhores jornalistas costumam dizer que isso é notícia plantada, não é?

Não quero ficar enchendo o saco do senhor e ficar falando de Ortiz Junior, de tribunal, mas esta informação preciso lhe passar:

O juiz Roberto Maia Filho é juiz de carreira, foi o relator e já votou pela cassação. A juíza do Tribunal Regional Federal Diva Malerbi, que todos chamam de desembargadora por uma questão de respeito, acho, já votou pela cassação do senhor prefeito.

O juiz Silmar Fernandes também é juiz de carreira e ainda não votou, assim como o desembargador Mário Davienne Ferraz, que é vice-presidente do tribunal.

Portanto, além desses dois juízes, ainda não votaram os dois que pediram vistas. Faça as contas direitinho: são 6 juízes a votar. Dois já votaram. Faltam quatro votos. O presidente do tribunal, desembargador Mathias Coltro, só vota se houver empate.

Pôxa, senhor Irani, custa informar direito os leitores? Desse jeito, como vou continuar acreditando na imprensa da minha terra?

Então, por que os jornais desinformam seus leitores, eu inclusive, dizendo que a corte é formada por sete desembargadores?

Acabei de ler a relação de juízes do tribunal. Lá está escrito que são dois desembargadores, dois juízes de carreira, um juiz federal e dois juristas, que é o mesmo que advogados, não estou certo?

Onde estão os sete desembargadores que eu não vi?

Vê se o senhor concorda comigo, senhor Irani: acho que essa matéria no jornal foi só pra agradar o senhor prefeito pelo dia dos pais.

Um ótimo final de semana de semana pro senhor e bom dia dos pais!

a) Velhinho de Taubaté

    (velhinho_de_taubate@yahoo.com)