Páginas

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

LIVRO EXPLICA RAÍZ DA
CRIMINALIDADE NO BRASIL

Luiz Flávio Gomes, um dos mais importantes criminalistas do país, lança nesta quinta-feira (04/08) o livro "Beccaria 250 Anos: E o Drama do Castigo Penal: Civilização ou Barbárie?" (Editora Saraiva, 352 pág., R$ 68).

Indignado com o atual sistema penal, dominado por legisladores e governantes irresponsáveis, que prometem a redução da criminalidade por meio de novas leis aproveitando-se do povo amedrontado, Luiz Flávio Gomes revisitou a obra do filósofo e penalista italiano Cesare Beccaria (1738-1794). Seu livro "Dos delitos e das penas", apesar de proibido pela Igreja, foi um dos mais lidos na Europa, no século 18.

Livro do jurista será lançado nesta quinta-feira (4) e contesta
a legislação penal brasileira, que pune com rigor os mais pobres
Beccaria revolucionou a Europa em 1764 ao questionar pela primeira vez de forma sistemática o cruel sistema de Justiça criminal de seu tempo. Um sistema inquisitivo que castigava arbitrariamente pobres e desiguais e em nada colaborava para que houvesse mais segurança nas cidades. Exatamente como acontece hoje no Brasil!

Os países que seguiram a cartilha de Beccaria (entre eles Suécia, Dinamarca, Holanda e Suíça) contam com 1 assassinato para cada 100 mil pessoas. Os que refutaram essa receita são extremamente violentos. Destaque para o Brasil que é o 12º país mais violento do planeta, com 57 mil assassinatos (campeão do mundo em números absolutos) e taxa de 29 mortes intencionais para cada 100 mil pessoas.

Luiz Flávio Gomes comenta ponto por ponto a obra de Beccaria e mostra sua relevância para a prevenção do delito e da violência. "Enquanto a política criminal brasileira for conduzida pelas classes dominantes discriminatórias, que somente pensam nos seus interesses, tudo não passará de mero enxugamento de gelo com toalha quente", afirma Gomes.