Páginas

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

MARINA TEM APOIO DOS
MILITARES DA DITADURA

Silvio Prado, professor

O golpe militar de 1964, gerador de uma cruel ditadura que durou 21 anos, tem um incrível rosário de atrocidades. Conforme a revista Caros Amigos, numa Edição Especial sobre a Comissão da Verdade, a ditadura dos militares provocou:

426 mortos e desaparecidos
1.118 assassinatos de trabalhadores rurais e de 2mil índios waimiri-atroari.
50.000 prisões arbitrárias
20.000 mil torturados
10.000 exilados
10.034 atingidos por inquéritos policiais
6.592 militares expulsos das forças armadas
700mandatos políticos cassados
1.202 sindicatos sob intervenção militar
254 sindicatos dissolvidos
Diz ainda a Caros Amigos que, conforme as leis brasileiras, os crimes dos militares da ditadura podem ser definidos como:
Usurpação do poder e destituição de governo eleito democraticamente
Homicídios
ocultação de cadáver
sequestro e cárcere privado
tortura
violência arbitrária
abuso sexual e estupro
prisão arbitrária
abuso de autoridade
extravio ou inutilização de documento
corrupção passiva,
crime de extermínio
crime de genocídio
crimes contra a humanidade

De fato, a radiografia feita pela revista é minuciosa e estampa o tamanho do crime cometido contra o país. Por isso, os militares lutam de todo jeito e maneira para impedir que seus crimes e criminosos continuem escondidos do restante da população. Saindo em busca de um candidato a presidente que os ajude nessa missão encontraram uma Marina Silva repleta de boa vontade em prestar serviços a essa gente hedionda.

Na semana passada, no Rio de Janeiro, através de um manifesto do Clube Militar, os defensores da ditadura oficializaram seu apoio à candidata do PSB. Com o apoio, fica incluída na Nova Política de Marina Silva tudo o que os militares querem e precisam, ou seja, de um presidente que:

1 - não mexa na Lei da Anistia,

2 - não promova a abertura dos arquivos que podem revelar o destino de mortos e desaparecidos, incriminando assim muitos de seus torturadores e assassinos.

3 - não mova um dedo para esclarecer sobre qualquer coisa que tenha ocorrido sob as botas dos milicos que deitaram e rolaram durante 21 anos de ditadura.

Por essas e outras é que a direita e os setores mais atrasados da sociedade apostam suas fichas em Marina Silva. Por incrível que pareça, em torno da candidata do PSB tem gente que consegue ser pior que os pastores Marcos Feliciano e Silas Malafaia. Haja trevas!