Páginas

sábado, 25 de outubro de 2014

O EXEMPLO QUE PÕE MEDO NOS RICOS

Silvio Prado, professor

Dentro de poucas horas, acredito, Dilma conquistará seu segundo mandato. De nada adiantou a tentativa de golpe feita nas últimas horas. A revista Veja, como todo lixo imundo e mal cheiroso, caminha na direção de um cesto qualquer. A tentativa de golpe já era esperada e não conseguiu abater o ânimo da militância.

Encontrei hoje, ali pelas seis da tarde, uma senhora de uns setenta anos, na Rodoviária Velha de Taubaté, um pacote de material de campanha na mão, conversando com quem estava no local e pedindo votos para Dilma.

Quando a encontrei, ela conversava com um casal morador no bairro da Independência, também em Taubaté. A velha senhora abasteceu o casal com material de campanha para ser distribuído entre seus familiares. Foi uma cena bonita, emocionante. Aquela velha mulher, ar sofrido, pobreza estampada nas roupas simples, parecia ter fôlego suficiente para atravessar a noite em busca dos votos que Dilma precisa para despachar Aécio Neves para o limbo.

Depois da conversa, ela pediu um pouco do meu material, diferente do que ela tinha numa sacola plástica, e seguiu seu caminho. Minutos depois, embarquei num ônibus que me levou para um evento afro-brasileiro na Estiva, onde fui também buscar alguns votos. No caminho, e até agora, não consegui tirar essa mulher da memória.

Com certeza, milhares de outros militantes como ela, sem ganhar um tostão, vão atravessar a noite buscando votos para Dilma e, amanhã (domingo, 26), passarão o dia num incansável trabalho de boca de urna.

Portanto, milhares de casos como esses é que fazem tremer a chamada grande imprensa brasileira e os poderosos que ela representa. Esses militantes, sempre anônimos, não precisam de muita discussão para saber quem são seus inimigos. Eles sabem o perigo de uma vitória de Aécio.

Os donos do capital não temem tanto o PT, temem é essa gente anônima e pobre que se identifica com a candidatura de Dilma, que não precisa de dinheiro para fazer campanha e que, diante de qualquer tentativa de golpe ou de fraude nas apurações, vai saber reagir prontamente.

Mais do que nunca, o exemplo da velha mulher, frágil , aparência de pobreza e muita determinação, mexeu comigo e me deu a certeza da vitória. Como ela, como já disse, milhares de militantes anônimos estão em ação nesse momento, fazendo a sua parte na batalha decisiva contra o que representa Aécio Neves: o retrocesso político.

Dilma, pelas mãos do povo, já está saindo vitoriosa dessa batalha.