Páginas

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

MALDADES DO CLÃ ORTIZ COMEÇARAM
NO SEGUNDO MANDATO DO CAUDILHO

Os servidores municipais de Taubaté eram felizes e não sabiam quando, em 1982, elegeram Bernardo Ortiz prefeito de Taubaté, derrotando velhos caciques da política local. Milton Peixoto entre eles, dado como vencedor antecipado do pleito daquele ano.

Bernardo Ortiz logo impôs seu modus operandi de governo: ameaçar e demitir funcionários a esmo. O critério? Nenhum! Bastava Bernardo Ortiz se desencantar com o servidor para demiti-lo. Engenheiro, professor, médico, escriturário que caísse em desgraça com o velho caudilho, pelos motivos mais banais, sabia que a porta da rua da Prefeitura estava aberta para si.

Como um tirano, Bernardo Ortiz jamais respeitou funcionários públicos concursados, estatutários, detentores de estabilidade funcional. Foi assim que ele demitiu dezenas de professores para contratar outros, sem concurso público, em caráter precário, como temporários, parqa ter o poder de subjugá-los

Muitos dos “temporários” contratados por Bernardo Ortiz estavam a serviço da Prefeitura há mais de vinte anos. Alguns próximos de completar trinta anos de serviço público.

Há professores, médicos, escriturários contratados nos anos 1990 que passaram incólumes pela administração de Mário Ortiz, permaneceram no terceiro mandado de Bernardo Ortiz, prosseguiram com Roberto Peixoto e chegaram ao mandato de Ortiz Junior.

Para alívio do prefeito cassado, a Justiça decidiu que funcionário celetista contratado sem concurso público deve ser demitido. Sem pestanejar, Ortiz Junior procedeu ao corte determinado judicialmente. Um alívio para o prefeito-cassado, que usa uma das maldades aprendidas com o pai para manter os funcionários subjugados, temendo ser o próximo da lista.

Release da assessoria da vereadora Vera Saba (PT) informa que o prefeito-cassado Ortiz Junior demitiu 110 servidores no dia 1º de setembro e 194 no último dia 14. Total: 304 servidores.

Segundo o jornal O Vale, o prefeito-cassado demitiu 136 servidores (dos 304) contratados em sua administração, o que desqualificou a versão de que todos os casos haviam sido motivados por acordos firmados na gestão anterior, entre eles 53 dos 60 professores recém-demitidos.

VERA SABA NA TV CIDADE

Vera Saba em 2011, durante manifesto dos professores contra Peixoto
A vereadora Vera Saba (PT) participará do programa Cidade em Ação nesta sexta-feira (21), às 19 horas, para falar, entre outras coisas, das últimas demissões ocorridas na Prefeitura.

O programa é apresentado por Chico Oiring na TV Cidade, que você pode sintonizar pelos canais 3 (NET) e 99 (analógico).

O programa é ao vivo. Perguntas podem ser encaminhadas pelos telefones 3624-8656 ou 98146-0977 (com watshap)