Páginas

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

BLOG DO CATALDI - 19/12/14




SEXTA-FEIRA, 19 DE DEZEMBRO DE 2014

O DIA NA HISTÓRIA

Sexta-feira, 19 de dezembro. Faltam 12 dias para o fim do ano. 5 para o Natal e 66 para o fim do horário brasileiro de verão. Com a independência da Bolívia terminava o império Hispano-americano (1824). Roubo da Taça Jules Rimet (1983). Morte do escritor e jornalista Rubem Braga (1990). Morte de Pedro Collor, autor das denúncias contra o irmão Fernando (1994), e do ator italiano Marcello Mastroiani (1996). (Para quem não sabe, Pedro Collor foi um colega legal. Algum motivo teve para denunciar o irmão, sempre marrento. Fui contemporâneo dos dois no Colégio São Vicente de Paulo, no Rio).

Sábado, 20 de dezembro é dia do mecânico. Aniversário da Fundação Getúlio Vargas (1944). Morte do pianista norte-americano Arthur Rubinstein (1982). Conquista do Campeonato Mundial Interclubes pelo São Paulo. 2 X 1 sobre o Barcelona (1992). Morte do cantor Reginaldo Rossi, considerado o rei do brega (2013).

Domingo, 21 de dezembro é dia do Atleta. Data do banimento da família imperial brasileira (1889). Aniversário da bailarina e coreógrafa cubana Alicia Alonso (1921); do flautista Altamiro Carrilho (1924) e da atriz Jane Fonda (1937). Morte do jornalista e dramaturgo Nelson Rodrigues (1980).

PRO VALE

CARONEIROS DA CÂMARA – Creio que fica mesmo para o ano, a definição da sorte dos vereadores Martim César e Tuninho da Farmácia quanto ao uso indevido dos carros oficiais da Câmara de Pinda. Como este colunista vem informando, o juiz Hélio Aparecido Ferreira de Sena negou o agravo com que defensores dos edis pretendiam derrubar a decisão de admissibilidade da Ação Civil Pública nº 1000340-62.2014.826.0445. Eis a íntegra da decisão a 9 de dezembro último, obtida por este Colunista sem precisar ir à Câmara ou ao Fórum: “1. Fls. 621/652: mantenho a decisão agravada por seu próprios fundamentos. Aguarde-se a decisão do recurso interposto. 2. No prazo comum de 5 (cinco) dias, visando à racionalização da pauta de audiências e à razoável duração do processo, digam as partes se têm interesse na realização da audiência do art. 331 do CPC, para a tentativa de uma transação em Juízo. No mesmo prazo, especifiquem os meios probatórios que efetivamente pretendem vir realizados, indicando, desde logo, a pertinência da diligência com o fato controverso que pretendem provar, sob pena de indeferimento (CPC, 130). Se pretenderem produzir prova pericial, indiquem a modalidade, a finalidade e o alcance. Não havendo interesse das partes em se compor em Juízo o que será presumido caso assim não manifestem expressamente -, tornem os autos conclusos, na forma do §3º do art. 331 do CPC, salvaguardada a possibilidade de julgamento do processo no estado em que se encontra (CPC, 330)”.

VAMOS COMBINAR – Senhores bandidos! A prefeitura decidiu escalar apenas 3 guardas – um em cada turno; para tomar conta de toda a sede da Nossa Senhora de Bonsucesso de 2ª a 6ª feira. Mas no sábado haverá apenas um, até o meio dia. Favor não ir lá nesses horários vulneráveis. Colaborem! Se for o caso, ataquem apenas na frente do guarda. Não fará grande diferença mesmo. E haja segurança...

ENQUANTO ISSO – Consta que continua sendo pago o aluguel da velha sede do DEPTRAN na rua Fortunato Moreira. O DEPTRAN mudou para o Crispim faz tempo, quando o ideal seria ficar próximo ao DETRAN estadual, no Poupa Tempo, ou não? Haja austeridade...

TOMBAMENTO OU QUEDA – Vão mesmo deixar cair a capelinha do Santana?

PRAÇA DO DESMANCHE – Leitor pergunta: - Será que Roberto do Guincho paga pelo uso do solo da Praça do Imigrante Japonês? Há destroços de caminhões e ferro velho na área pública, finalmente capinada... Isso é homenagem ou desrespeito aos nossos bravos colonos nipônicos?

INFERNO ANUNCIADO – Ao invés de usar o espaço acidentado para construir um belo teatro de arena, a prefeitura decidiu fazer uma pista de skate na barreira do Jardim Rezende, onde ficava a velha torre da Rádio Difusora. Sem qualquer consulta aos moradores. O lugar, outrora calmo, dará espaço a algazarra e ao irritante chacoalhar das pranchas, sem contar o aroma típico e as pichações que hão de vir. O inferno seria no Pasin, mas a turma teve tempo e a força política do presidente de bairro Jorge Gonçalves para recusar veementemente.

CONTA OUTRA – Rolou na assembléia que reelegeu a diretoria do Lessa por aclamação de 48 pessoas, num universo de 543 proprietários, que a decisão do Tribunal de Justiça que tornou inconstitucional a lei que permitia fechamento de bairros e mandava abrir condomínios diz respeito apenas a Pindamonhangaba, não ao residencial. No Blog da SAL (salsociedadeamigosdolessa.com) estão sugerindo que o próximo passo da diretoria será anexar o Lessa (já que não fica em Pinda) a Taubaté ou a Tremembé, que está mais perto. Boa piada! Conta outra...

BOAS FESTAS A TODOS - Charme e requinte em boa companhia. Posso resumir o clima que terá a Ceia de Natal do Hotel Colonial Plaza de Pindamonhangaba. Passarei lá com a família mais uma vez. Restam poucas suites.

FINANCISTA – Meu Amigo Fábio Garufe descobriu um novo veio de seu talento. No mercado financeiro! Como promotor Bradesco da MN, ao lado da Diniz Disco, tem encontrado o melhor caminho para tirar muita gente do sufoco ou concretizar sonhos como compra de automóveis e quitação de moradias, com juros muito mais em conta... O Rádio sente saudade, mas, fazer o quê? Parabéns Tio Patinhas...

OPOSIÇÃO DIFICIL – Por sorte, com a chance de recurso, Geraldo Alckmin poderá tomar posse. Mas, de qualquer sorte, falta competência ao PSDB para fazer oposição... Enquanto alfinetavam as contas de campanha de Dilma Rousseff, aprovadas ao apagar das luzes pela Justiça Eleitoral (ainda assim com ressalvas); o Tribunal Regional de São Paulo rejeitava as contas de Geraldo Alckmin, apontando “incongruência formal”...

DIFICULDADES... – Você quer saber mesmo saber por que o elevador da prefeitura de Pinda (ainda que vazio) fica apertado quando tentam ingressar nele o secretário de governo e a secretária de assuntos jurídicos? Pois pergunte a eles... De preferência quando os virem juntos...

PENSAMENTO DO MÊS - Houve o tempo em que o preço de um Homem valia 30 dinares. Hoje em dia compra-se um com batom na cueca... Outro, pelo que Cei, sai até mais barato... Não me perguntem onde...

José Carlos Cataldi é jornalista, radialista e advogado. Foi fundador da CBN e consultor jurídico da Rádio Justiça do Supremo Tribunal Federal. É detentor da Ordem do Mérito Judiciário – grau de comendador; Atuou nas Empresas Globo, Radiobrás (Presidência da República); TV Rio/Record; Redes Manchete e Brasil de Televisão; foi 4 vezes Conselheiro Federal e Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB. e-mail: josecarloscataldi@hotmail.coBlog:http://pensandovoce.blogspot.com