Páginas

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

MÍNIMO DO MAGISTÉRIO PÕE EM
DÚVIDA “BRASIL, PÁTRIA EDUCADORA”

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

Reajuste de 13 por cento sobre o piso nacional dos professores é visto como contradição.

Uma lei de 2008 estabelece a fórmula de fixação anual do salário mínimo da categoria em todo Brasil. Por ela, nenhum professor com jornada de 40 horas semanais, do ensino infantil, fundamental ou médio poderá receber menos de Mil 917 reais e 78 centavos a partir de agora.

O reajuste deste ano foi de 13 por cento. Maior que o do ano passado que foi de 8 vírgula 34 por cento. Mesmo assim, decepcionou a classe. Os professores esperavam mais diante do anúncio do lema do segundo mandato: 'Brasil, pátria educadora'.

A desculpa é a mesma de sempre. Há estados e municípios que não terão caixa para enfrentar valores mais altos. No entanto têm recursos para pagar mordomias de ex-governadores, para empregar políticos desempregados nas urnas e até para inventar novos ministérios e secretarias.

Brasil, Pátria Educadora? Com este piso? Ficam aqui minhas dúvidas.

Falei e disse!