Páginas

domingo, 22 de março de 2015

O IDEALISMO DE “TAVINHO” MARQUES

Reproduzo “release” elaborado por ocasião do 56º aniversário do jornal A Gazeta da Estiva, dirigido por seu fundador, Otávio Marques, por mais de meio século; da fundação, em 1959, a 2012, ano de seu falecimento.

Ao longo de minha vida profissional poucas vezes estive em companhia de “Tavinho”, um figura doce, respeitosa e, acima de tudo, idealista.

Nosso último encontro foi em 2001, quando recebemos diploma da Câmara Municipal por nossa atuação jornalística na cidade.

O idealista "Tavinho" Marques
Importante que A Gazeta da Estiva continua viva, agora nas mãos do filho de “Tavinho”. Valmir José marques, que produz o jornal com a garra e iealismo herdados de seu pai.

Parabéns a A Gazeta da Estiva pelo aniversário.

O jornal A GAZETA DA ESTIVA — intitulando-se inicialmente “Jornal Gazeta — Um informativo em benefício dos interesses do bairro da Estiva”, surgiu em 22 de março de 1959, sob a direção de Octávio Marques e tendo como secretário Ramiro Gonçalves. Lutando com incríveis dificuldades, porém, possuidor de elevado idealismo, inabalável fé e cheio de esperanças no porvir, seu diretor bravamente se esforçou para mantê-lo em circulação até seu falecimento ocorrido no dia 8 de maio de 2012. A partir daí, sob a direção de seu filho, Valmir José Marques, começou a nova fase com o nome original:Jornal Gazeta.

“Vale lembrar que na época da fundação, o nome do bairro foi acrescentado de forma espontânea pelos leitores ao título. Então ficou "Gazeta da Estiva". Depois da morte de meu pai procurei todos os colaboradores e os convidei para participarem dessa nova etapa e, apesar das dificuldades, estamos dando continuidade ao trabalho iniciado em 1959”, disse Valmir Marques, que, como o pai, é funcionário público e edita o jornal nas horas de folga.

“Não visamos lucro. O que se arrecada é para custear a impressão e distribuição. Quando há condição financeira editamos duas ou três vezes no mês, quando não dá, uma vez é o suficiente, pois o importante é manter o jornal em circulação e continuar a tradição”, conclui.

O fundador, Octávio Marques, o “Tavinho da Estiva”, nasceu em Taubaté, em 11 de dezembro de 1934. Estudou na E.E. de 1º e 2º graus “Dr. Quirino”, Estiva, fez curso livre de Jornalismo da Escola Nacional do Rio de Janeiro (1960). Trabalhou na CTI (Companhia Taubaté Industrial) e na Companhia Fabril de Juta. Era aposentado pela UNITAU, onde começou em 1968 na EET (Escola de Engenharia de Taubaté), e após anos de trabalhos prestados em diversas repartições da autarquia municipal.

Pertenceu à Associação Valeparaibana de Imprensa, Associação dos Velhos Jornalistas do Estado de São Paulo e ABI (Associação Brasileira de Imprensa).