Páginas

sábado, 14 de março de 2015

VOCÊ COMBATE A CORRUPÇÃO?

Após ver dezenas de fotos das manifestações em defesa da Petrobras por todo o Brasil, de São Paulo a Porto Alegre, do Rio a Cuiabá, de Recife a Salvador, etc etc etc, estou convencido: não irei ao protesto taubateano contra Dilma porque a manifestação não tem cheiro de povo.

Porque não acredito na mídia e nos golpístas de plantão
Vão aqueles que buscam proteção para gritar impropérios contra o governo em frente ao quartel da Polícia Militar. É essa gente, manipulada pela imprensa golpista, sob o comando da Rede Globo, que pretende aniquilar a democracia brasileira.

Nossa jovem democracia vive as turbulências naturais de uma sociedade em transformação. Pela primeira vez, desde que nos tornamos república por uma quartelada em 1889, o estado democrático de direito chega aos trinta anos de vida ininterrupta, inédito em nosso país.

Não podemos admitir que a ascensão da sociedade brasileira seja interrompida unicamente pela vontade das elites, que sempre massacrou o povo e socializou a pobreza ao longo de todo o período imperial brasileiro e por todo o século XX.

Não vamos nos esquecer de que somente no século XXI nos tornamos cidadãos, com direito a nos manifestarmos livremente pela internet (quanta bobagem se escreve nas redes sociais), a dividir aeroportos (e aviões) com a elite, bem como disputar lugares em restaurantes antes frequentados apenas pelos bem nascidos.

Somente neste século pudemos, nós, antes pobres diabos vivendo em uma sociedade desigual (a desigualdade ainda não acabou) e perversa, coalhar as estradas de carros populares. Poucos se lembram de que nos primeiros anos deste século possuir um carro na garagem era uma proeza que não servia aos assalariados.

Os negros tiveram a partir do governo Lula direito a acessar universidades públicas pelas cotas raciais. Hoje ocupam o espaço e comprovam seu valor intelectual. Foi preciso vencer a resistência de reitores dessas faculdades e as críticas das classes dominantes e seus porta-vozes, a imprensa golpista.

Vencida esta etapa, com a inclusão social de milhões de brasileiros aos meios de consumo, o Bolsas Família, a possibilidade de adquirir sua casa própria por meio do programa Minha Casa Minha Vida, de mobiliar a casa própria com recursos de programa Minha Casa Melhor, tudo isso deu dignidade ao povo.

Enumero alguns benefícios promovidos pelo governo na área da educação: a) ENEM - acabou com os vestibulares, uma grande fonte de renda para as faculdades particulares; b) FIES – programa de financiamento estudantil, dura enquanto o aluno fez o curso; c) Pronatec – criado por Dilma em 2011 para ampliar a oferta de vagas em cursos de educação profissional e tecnológico nas faculdades de todo o país, e d) Ciências sem Fronteiras, que mantém milhares de brasileiros estudando mundo afora. Um deles, inclusive, ganhou um prêmio internacional (leia aqui).

Meu recado aos protestantes taubateanos: não vou e aconselho as pessoas a não irem porque este é um protesto contra o Brasil da inclusão, contra o Brasil do desenvolvimento, contra a nossa jovem democracia.

NÃO IREI AO PROTESTO!