Páginas

segunda-feira, 6 de abril de 2015

PREFEITURA E FUST RENOVAM
CONTRATO E CRIAM CARGOS DE
CONFIANÇA COM SUPERSALÁRIOS

O contrato entre a Prefeitura de Taubaté e a Fust (Fundação universitária de Taubaté), para cuidar das creches municipais, termina no próximo sábado (11/04).

O contrato inicial, assinado em abril de 2014 por R$ 13,5 milhões, pelo período de um ano, foi reajustado cinco meses depois, em setembro, em 11,84%, elevando seu valor para R$ 15,1, milhões.

A renovação do contrato é praticamente automática, um\a vez que a FUST é uma fundação municipal, ligada à autarquia universitária. Legalmente, não é preciso fazer concorrência pública.

O problema com a renovação contratual entre a FUST e a Prefeitura de Taubaté é a criação de 32 cargos de livre nomeação, com salário que chega a R$ 8,5 mil por mês.

O documento abaixo é parte do que deve ser publicado pelo diário oficial do município. O documento é sigiloso. Pelo menos por enquanto.

As berçaristas serão as mais prejudicadas.

Enquanto o piso salarial pago pela Prefeitura é de R$ 1.224,79, a FUST pagará apenas R$ 905,00 para as novas contratadas, ou seja, R$ 319,79 abaixo do salário atual, ou 26,1% a menos, para uma jornada de 44 horas semanais.

O prefeito poderá nomear:

4 gerentes de programa integral – salário: R$ 4.600,00/mês cada um.
1 gerente geral de música – salário: R$ 4.600,00/mês.
14 supervisores musicais – salário: R$ 2.108,00/mês cada um.
2 coordenadores de programa integral – salário: R$ 8.500,00/mês cada um.
1 coordenador geral de música – salário: R$ 8.500,00/mês.
1 coordenador técnico pedagógico – salário: R$ 2.500,00/mês.
8 supervisores técnico-administrativo – salário: R$ 1.500,00/mês cada um.
1 supervisor técnico em logística – salário: R$ 2.000,00/mês.

Acesse esse link esse link para saber sobre a investigação do MP a partir de denúncia feita pela vereadora Vera Saba (PT) a respeito do contrato entre a Prefeitura e a FUST.

O reajuste de R$ 1,6 milhão apenas 5 meses após a assinatura do contato foi matéria de O Vale.