Páginas

quarta-feira, 13 de maio de 2015

JEFERSON, ESPECIALISTA EM CRIAR
LEIS PREJUDICIAIS AOS CIDADÃOS

Pode parecer “pegação no pé” (no sentido de vigiar acuradamente), mas o vereador Jeferson Campos não nos dá alternativas. Ele é o lago onde se cria leis para prejudicar o cidadão taubateano.

Ele tentou impingir aos servidores e professores municipais de Taubaté o projeto de lei 7/2015, que tirava do trabalhador o direito à livre negociação salarial com a Prefeitura, consagrada em Taubaté desde 1990 quando o então prefeito Salvador Khuriyeh promulgou a lei complementar nº 1/90.

É de autoria de Jeferson Campos a lei municipal 4.711/12, que impede aos idosos com menos de 65 anos o direito ao cartão de gratuidade para estacionar em logradouros públicos.

Por que Jeferson Campos só produz leis prejudiciais aos cidadãos? Quem se beneficia com a proibição de os “velhinhos de Taubaté” estacionarem gratuitamente seus veículos em locais públicos? Só os estacionamentos particulares ganham com a medida ou tem mais gente interessada?

Foi preciso que o ex-vereador Wilson Fim, educadamente, alertasse a Câmara Municipal para a inconstitucionalidade de outra ”Lei de Jeferson”, claramente inconstitucional e prejudicial à população idosa dessa urbe quase quatrocentona..

Alertado da gafe, maliciosa ou não, Jeferson Campos tratou de amenizar o problema criado com os “velhinhos de Taubaté” e apresentou novo projeto de lei (15/2015), propondo a supressão do art. 3º da lei que criou em 2012, que proibe a cessão de cartões de estacionamento gratuito para idosos com menos de 65 anos.

O novo texto tem parecer favorável da Comissão de Justiça e Redação da Câmara desde 24 de março desse ano, graças ao ex-vereador Wilson Fim.

Cabe ao presidente da Câmara Municipal de Taubaté, vereador Rodrigo Luís Silva – Digão colocar em votação o projeto de lei 23/2015 para restaurar ao idoso taubateano um direito que o vereador Jeferson Campos subtraiu há 3 anos.

NOTA DA REDAÇÃO - Vote na enquete ao lado

CONGRESSO DE VEREADORES EM VITÓRIA (ES) - Você autoriza a participação de Jeferson Campos?