Páginas

sexta-feira, 1 de maio de 2015

O ESPETÁCULO MAMBEMBE A E
A PLATEIA AMESTRADA DO REIZINHO

Ricardo Paulo Moreira, ativista político

(Extraído do Facebook)

Sobre o espetáculo de R$ 400 milhões apresentado com pompa e circunstâncias em 30/04 para tratar do mal explicado projeto CAFTÃO, pois é, como nenhum lorde e muito menos o reizinho que tem pelo menos 15 deles em seu vistoso bolsinho dourado, não tem por que se preocupar na aprovação desta obscenidade financeira para os pagadores de impostos sofrerem por uma década para sanar mais essa divida.

A COMÉDIA
A dita comedia começou pelo mestre de cerimônia do picadeiro, desqualificou todos os pagadores de impostos, permitindo somente os malabaristas de verbas e diárias, mágicos especialistas em sumir com dinheiro publico, trapezistas de cargos e comissões, todos devidamente amestrados para louvar o reizinho e deixar claro que só vai ter as benesses da corte em 2016 quem ficar de 4 para sua alteza real, mas o mestre de cerimônia embasbacado pela presença do rei deu seu melhor na arte do puxa-saquismo ostensivo  com voz empostada tirou inclusive alguns questionamentos escritos dos súditos que tencionavam apresentar um pouco de realidade ao reizinho e sua trupe de mambembes mequetrefes e histriônicos, mas esquecem que em primeira instancia são os pobres súditos que sustentam seu nababesco modo de vida regado a aspones, carroça oficial, cocheiro, diárias e vales coxinhas.

O PALHAÇO
Todo circo que se preza tem o seu, e para quebrar o gelo, tivemos o prazer de ver um numero especial, daquele que mistura conhaque de alcatrão com catraca de canhão, começou a piada infame desconhecendo totalmente o universo, o planeta, o país e a cidade onde habita, e o assunto em discussão, antigamente dava se gardenal, atualmente não sei o que esse povo toma, mas se a intenção era deixar claro ao rei que ele estava ali justamente para lamber suas botas, o rei desse não tem duvidas, só lhe informou que o futuro dízimo não significava ser 10 % da maromba em discussão , infelizmente a democracia , tem esses dementes que passam pelas cidades se aproveitando de súditos simplórios , num reinado que se julga laico, fico em duvidas, ter finorios desta natureza representando o povo.

OS HIPÓCRITAS
Os demais, representados por artistas que não falam coisa com coisa, mitômanos, enganadores compulsivos, trapaceiros crônicos, portadores de miopia conveniente, bestas quadradas, cretinos fundamentais, bajuladores patológicos, vigaristas de variados calibres e mentirosos em geral. já velhos conhecidos dos súditos, alguns moradores cativos do bolsinho do rei desde os tempos do envelopinho, antes do rei virar rei, enfim é salutar ver como a venalidade faz sucesso, até hoje por que fazer eleições, se todo salafrário depois de eleito faz parte da bancada do rei, e esquece impiedosamente dos pagadores de impostos, mas não tem problema em 2016 essa corriola estará nas ruas exibindo feitos que não realizaram para um povo que não se lembra o que comeu no dia anterior, e assim vão vivendo este bando de oportunistas.
Caros colegas , este é um breve resumo, de onde chegou a mediocridade do reino, uma festa permeada de especialistas na mobilidade dos recursos públicos para bolsos privados.
Para você que assistiu o espetáculo, saiu do circo com a ligeira impressão que você foi, está sendo e vai ser vitima de uma trapaça milionária, pense no assunto.