Páginas

segunda-feira, 15 de junho de 2015

AGRAVANTE A QUEM ATENTA CONTRA
A FAMÍLIA POLICIAL VAI A SANÇÃO

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

Os puristas costumam dizer que agravar penas e criminalizar condutas, incluindo a responsabilidade por faixas etárias não vai reduzir a criminalidade.

O que fazer, então? Deixar certeza da impunidade em todos?

 O assassinato de policiais civis, militares, rodoviários e federais, além de integrantes das Forças Armadas, da Força Nacional de Segurança e do Sistema Prisional levou o congresso a agravar o crime, tornando hedionda a prática.

O agravamento da pena alcança o crime praticado contra o cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau do agente público de segurança.

Em todos esses casos, a pena será de reclusão de 12 a 30 anos.

Há uma cobrança muito forte da sociedade, enfrentando críticas de alguns setores vinculados aos direitos humanos.

Texto segue para sanção presidencial. Se vai ou não resolver, pelo menos vale apena tentar.

Falei e disse!