Páginas

terça-feira, 16 de junho de 2015

FOSSE TÃO IMPORTANTE, O EXTINTOR
ABC NÃO SERIA TÃO PRORROGADO

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

É a terceira vez que o Ministério das Cidades adia a obrigatoriedade do extintor veicular ABC. O equipamento foi instituído por ser, ao menos teoricamente, mais completo que o tipo BC. Inclusive, em tese, mais eficiente em casos de incêndios em materiais de madeira e tecido, comuns no interior dos automóveis.

Por isso, uma resolução do Contran de 2004 estabeleceu que, a partir de 2009, todos os veículos deveriam sair de fábrica com o extintor do tipo ABC. Porém, a medida foi derrubada, e voltou a valer em 2009. E com isso, mesmo modelos produzidos entre 2004 e 2009 podem conter ou não o acessório obrigatório.

O Ministério das Cidades anunciou agora que o prazo para a obrigatoriedade do extintor veicular do tipo ABC será prorrogado pela 3ª vez, por mais 90 dias. Passa a impressão que o tal extintor ABC não é tão importante assim. Ou então combinemos: carro, não pegue fogo até as autoridades decidirem...

Falei e disse!