Páginas

sexta-feira, 19 de junho de 2015

ROMÁRIO PODE MARCAR GOLAÇO,
SE OS PROFESSORES AJUDAREM

O senador Romário pode marcar um golaço, mais bonito até do que os que fez pela seleção brasileira, Ajax ou Barcelona.

Para marcar esse golaço, Romário precisará do apoio dos professores das escolas públicas de todo o Brasil, que deve somar mais de 20 milhões de profissionais.

Não basta apenas um craque no time para ganhar o jogo. É preciso que os jogadores formem uma equipe e joguem pela equipe.

Romário foi craque na vida esportiva e pode se tornar craque na vida política.

Para isso, o time dos professores deve jogar em equipe, sem estrelismos, tendo como objetivo a vitória no campeonato da educação brasileira.

De que forma isso será possível?

Os professores, em equipe, devem pressionar o Senado a votar o PLS 265/2008, do ex-senador Osmar Dias, que exclui da receita corrente líquida de estados e municípios as transferências do Fundeb e das despesas com pessoal os gastos com remuneração de trabalhadores da educação básica.

Bingo!

A inclusão do artigo 72-A na LRF (lei complementar 101/2000) significa que aquela verba anual transferida do Fundeb para estados e município deixa de ser considerada receita corrente líquida.

Qual a consequência?

Ao melhorar o salário de professores, pedagogos, inspetores de aluno, etc, os prefeitos não correrão o risco de ferir a LRF nem poderão usar como desculpa a mesma para negar reajustes salariais adequados à categoria.

A vereadora Pollyana Gama e o economista Benedito Machado são os responsáveis diretos pela descoberta da trava que impede aos profissionais da educação o recebimento de uma remuneração justa pelo seu trabalho.

Na última quarta-feira, o PLS 265/2008 deu mais um passo: está na Subsecção de Coordenação Legislativa do Senado, aguardando inclusão na ordem do dia.
O projeto do ex-senador Osmar Dias está longe de ser votado, porque há outros 26 na mesma esteira.

Romário é o presidente da Comissão de Educação do Senado.

O senador carioca convidou a vereadora Pollyana Gama para um encontro em Brasília, para discutirem o projeto do ex-senador Osmar Dias. O encontro deve ocorrer brevemente. O convite já foi formalizado.

Com Romário no ataque, os professores podem ser os campões da taça Pátria Educadora, mote do governo Dilma nesse mandato.

O “Baixinho” sabe das coisas. Conhecia os atalhos para chegar fácil ao gol adversário.

Em poucos meses de Senado, deve ter descoberto as brechas por onde penetrar e marcar o golaço mais aguardado pelos professores.

Aqui, a íntegra do projeto do ex-senador Osmar Dias, do Paraná