Páginas

sexta-feira, 10 de julho de 2015

GILMAR MENDES JOGA SUJO COM O
PT, E “ESQUECE” A SUJEIRA TUCANA

A vontade de cassar Dilma é tanta que o ministro Gilmar Mendes aproveita as férias forenses para interrogar o empresário Ricardo Ribeiro Pessoa, envolvido até o talo com a Operação Lava Jato.

Ministro Gilmar Mendes atazana Dilma. Pura birra. Foto:  Brasil 247
O pedido foi feito no dia 8 (quarta-feira última) e no mesmo dia foi aprovada pelo decano do STF, ministro Celso de Mello.

Luís Nassif, em seu blog, dá a informação com precisão cirúrgica.

Enquanto isso, os ministro tucanos do TSE, o próprio Gilmar Mendes e João Octávio de Noronha estão confortavelmente sentados sobre o processo eleitoral 58.738, que pode decretar a cassação definitiva do tucano Ortiz Junior.

Mas isso não importa. O que importa e atazanar a presidenta, não deixá-la governar e jogar o país nas trevas.

É difícil acreditar em justiça quando se trata de instâncias superiores, principalmente quando elas estão instaladas em Brasília.

Ricardo Pessoa, acuado pelo juiz Sérgio Moro, afirmou que as doações para Dilma foram frutos de corrupção. Para Aécio, não... quá quá quá quá!

Enquanto isso, Gilmar Mendes aproveita as férias forenses para mais 15 minutos de fama no PIG, oferecendo aos abutres a carniça de uma decisão esdrúxula e despropositada.

O relógio do STF funciona sem falhas, desde que seja para caçar petista. Isso mesmo, “caçar”, perseguir a presa até abatê-la.

Falta explicar e convencer  54 milhões de eleitores que houve corrupção na campanha de Dilma. Não será um ministro que dará o golpe em tanta gente!

Abaixo, Gilmar Mendes solicita e Celso de Mello autoriza interrogatório de empresário.