Páginas

terça-feira, 14 de julho de 2015

LOBATO, NACIONALISTA,
DEFENDIA em 1947 A PETROBRAS
PARA OS BRASILEIROS

Já passa de meio século a luta do taubateano Monteiro Lobato em defesa do petróleo brasileiro e sua exploração nacional. Na verdade, são passados 68 anos.

Visionário, Lobato escreveu “O Poço do Visconde”, entre outras obras em defesa do que se chamava, à época, de “ouro negro”.

Pai de Fernando Henrique Cardoso, o general Leônidas Cardoso, como Lobato, defendia a exploração das jazidas de petróleo no sertão baiano por uma empresa nacional. (Leia mais aqui, no acervo d’O Globo).

Na contramão do pai, FHC só não dizimou a Petrobras em seu governo, 1995/2002, porque os petroleiros, e o povo brasileiro, não deixaram.

FHC e seu ministro do Planejamento, José Serra, fizeram o possível para sucatear,fatiar a Petrobras e entregá-la a preço de banana a empresas estrangeiras.

Lula, em seu governo, 2003/2010, não apenas recuperou a Petrobras, como estimulou a criação de estaleiros para a construção de navios e plataformas petrolíferas com a descoberta do pré-sal em 2006

A tentativa do senador José Serra (PSDB) de entregar o pré-sal a empresas estrangeiras remonta a 2010, quando foi candidato à presidência da República, conforme pode ser lido na matéria da insuspeita Folha de S. Paulo.

O senador tucano apresentou ao Senado o projeto PLS 131/15, para ser votado em regime de urgência, que mudaria o atual regime de exploração, com a participação da Petrobras em 30% de todo o petróleo da camada pré-sal, entregando-a à sanha, principalmente, de petroleiras americanas.

A semana passada, o Senado derrotou, ao menos temporariamente, a entrega da Petrobras como deseja Serra, que cumpriria ,assim,a promessa feita em 2010.

A senadora Rose de Freitas, do PMDB capixaba, foi à tribuna defender a Petrobras e a comissão formada para analisar o projeto de Serra.

Para quem não sabe, o Espírito Santo é grande produtor de petróleo, ao lado de São Paulo e Rio de janeiro.

“O requerimento de retirada de urgência do projeto foi apresentado pelo senador Lindbergh Farias (PT-RJ), com apoio dos senadores Randolfe Rodrigues (Psol-AP), Telmário Mota (PDT-RR) e Roberto Requião (PMDB-PR) e pelas senadoras Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Rose de Freitas (PMDB-ES), Fátima Bezerra (PT-CE) e Simone Tebet (PMDB-MS), entre outros parlamentares. Eles alegaram que nada justificava a votação do projeto naquele momento, em razão da redução do preço do barril no mercado internacional”, informa Rodrigo Vianna no portal Fórum.

O taubateano Monteiro Lobato liderou a luta pela nacionalização do petróleo.

Quantos de nós estamos dispostos a encarar esta luta para impedir a destruição de uma das maiores petroleiras do mundo?

Não se esqueçam que tudo começou com um taubateano.

Veja o vídeo em que a senadora Rose de Freitas defende a formação da comissão para analisar o PLS 131/15