Páginas

segunda-feira, 6 de julho de 2015

OIRING PODE SER O DIFERENCIAL
NA ELEIÇÃO MUNICIPAL DE 2016

O quadro político em Taubaté está indefinido. Isto é um fato. O TSE, que tem em suas mãos o poder de definir o que será dos concorrentes à Prefeitura da cidade, não decidiu ainda e não demonstra vontade em julgar o atual prefeito, Ortiz Junior (PSDB), que teve sua cassação confirmada pelo TRE-SP.

Oiring pode ser o diferencial e detonar os tucanos em 2016
O engenheiro Francisco Oiring não esconde mais que pretende ser candidato a prefeito pelo PSOL, partido ao qual se filiou com as bênçãos de Luciana Genro, que teve grande desempenho na eleição presidencial do ano passado e tornou-se a estrela do partido.

Formado em engenharia elétrica pela Universidade de Taubaté em 1979, Oiring entra para o serviço público em 1987, na antiga CESP (Centrais Elétricas de São Paulo), que acabaria privatizada pelo governo do PSDB em 28 de junho de 2006.

A nova empresa, Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP), pertence ao governo colombiano. Este é o modelo de privatização tucana.

A CTEEP é empresa privada porque nenhum governo estrangeiro pode manter uma estatal em território nacional.

Ou seja, quem traz a energia elétrica de Foz do Iguaçu para São Paulo é uma empresa colombiana, responsável por 93% da energia recebida pelo estado mais rico do país e 34% de todo o Brasil.

“A Privataria Tucana”, best seller de Amaury Ribeiro, dá pouco ênfase ao fatiamento das CESP antes de ser vendida ao governo colombiano, que pagou $ 1,5 bilhão pela estatal e a encontrou com cerca de R$ 650 milhões em caixa.. O responsável pelo “negócio” foi o atual governador Geraldo Alckmin.

Oiring está disposto a enfrentar os tucanos na próxima campanha eleitoral. E poderá fazer a diferença, tornando a disputa mais equilibrada.

A vida de Ortiz Junior, se conseguir  passar incólume pelo TSE, será transformada num verdadeiro inferno. Não falta munição para Chico Oiring destroçar o tucano.

Bom para os demais candidatos, eventualmente Pollyana Gama (PPS), Isaac do Carmo (PT) e os oriundos de outros partidos.

Tempo de televisão no horário eleitoral gratuito não é problema para Oiring. Além do tempo que naturalmente tem o PSOL, pelo menos mais dois ou três partidos podem se juntar ao pé-candidato em 2016.

Oiring antecipa que uma eventual e provável derrota na corrida para prefeito desta urbe quase quatrocentona não o assusta.

O engenheiro poderá\ fazer a diferença no horário eleitoral gratuito, repetindo as denúncias que tem feito nos últimos anos contra Ortiz Junior, de quem foi um dos coordenadores de campanha em 2012, e nos debates eleitorais.

Chico Oiring na campanha significa que ela poderá ser a mais explosivas de todas na era do palanque eletrônico.

Medo o engenheiro garante não ter. Seu arsenal está pronto para ser usado quando for preciso.

Bom para Pollyana, Isaac e os demais candidatos. Bom par o próprio PSOL, que poderá eleger ao menos um vereador em Taubaté.

A água ainda não atingiu o ponto de fervura, mas a temperatura promete subir mais rápido do que se imagina.