Páginas

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

O MAU PAGADOR DE PROMESSAS

Ricardo Paulo Moreira, dirigente da Amatau

(Extraído do Facebook)

"Você precisa entender nosso prefeito: cortaremos na carne, na sua carne, entendeu?

Devo, não nego. Pagarei quando puder. E com a ajuda de vocês. Vereadores , lambe botas, aspones e outros que mamam nas tetas publicas.  Mas apelo sobretudo a você. Você pai ou mãe de família, que perdeu seu poder de consumo, perdeu o emprego, perdeu salário e crédito, perdeu conforto e esperança, perdeu economias, perdeu sua lojinha, sua microempresa, seu apartamento, seu carro. Perdeu até as estribeiras, porque se sente intimidado por gangues das ruas e dos palácios, que pagam taxas inventadas para serviços inexistentes, futuros serviços megahipersuperfaturados que farão você pagar e outras cositas pouco republicanas que não cabe neste espaço familiar.

Você precisa vestir minha camisa, que é a camisa do taubateano idiotizado, agora em tamanho menor devido à dieta imposta pela recessão. Você tem de acreditar, mesmo que o PSDB tenha provado ser um mau pagador de promessas. Eu e toda minha corriola no ano passado criamos muitos caminhos para as bikes e eu e meus estupendos “secretinos” pedalamos a mesma bicicleta da corrupção, aquela de dois lugares, para atropelar todas as contas que atravessavam nosso caminho glorioso. Mesmo assim você precisa se sacrificar.

Você precisa nos ajudar a manter bem altos os lucros das empresas para as quais tercerizamos os serviços públicos, porque eles sempre se dão bem, já reparou? Com a ajuda de falta de insumos básicos para saúde, educação e outras áreas os grandes podem transferir nosso butim pela parceria. Você precisa aceitar calado a redução do salário, você precisa cuidar de seu rombo particular. Porque o rombo que estou preparando para o município vai passar de R$ 500 milhões . Um “rombão”, tudo é aumentativo por aqui, caftão, pppzão, milcleanzão e por ai vai.

Você precisa reunir a família, assim como eu reuni os meus parentes próximos e distantes, os vereadores , os aspones e lambe botas, para explicar que a gastança e o desperdício vão continuar. E, claro, eles entenderam que, se eu for atingido, eles vão junto. Como se não bastasse Taubaté perder empregos e renda , ganhará o selo de mau gastador.

Você precisa sobretudo comprar nossa “pauta”, que é a seguinte: cortaremos na carne, na sua carne, entendeu? Não falo de churrasco de fim de semana, esse já era. Falo de cortes mais nobres. Cortes de gastos públicos, que eu e a segunda rainha prometemos. Vamos cortar no sal grosso:, na Saúde e na Educação. entendeu?

Você sabe que tem gordura nos hospitais e nas escolas, não? Gordura no chão, nos corredores, nas salas de cirurgia e de aula. Ah, você deixa esses itens do orçamento doméstico para cortar por último? Você preserva ao máximo a saúde e a educação de sua família e prefere cortar primeiro os supérfluos? Entendi: é porque você valoriza a vida e o futuro deles e a oportunidade real de crescimento digno e sustentável.

Por isso a classe média não vai para a frente, cai no cheque especial, paga juros escorchantes no cartão de crédito. E a gente (nós tucanos) tem ojeriza a esse pessoal conservador, não afeito a riscos, enfim, uma classe média reacionária. Não é uma categoria politizada. Além de ser gigante, difícil de ser manobrada, a classe média cultua a ideologia do bem-estar da família. E ponto.

Você também sabe que a gente gosta de dar esmola aos pobres e de adular os ricos. É a tal governabilidade, uma receita infalível. Posar de padrasto de miseráveis e se locupletar com os grandes projetos.

Você tem medo, não? É a lógica de gangues que impera na cidade. Você se sente ameaçado por taxas e impostos, por assaltantes, golpistas e policiais, por empresas de serviço, todo mundo tascando um pedacinho seu? Tente um pacto, como eu.

Esqueçam minhas promessas, me ajudem a aprovar meus empréstimos que vão turbinar minhas propriedades e de meus amigos. Reclamem menos da inflação de hoje porque ela tende a piorar amanhã. Não critiquem inaugurações de clínicas sem médicos ou fechamento de escolas sem professores, pois somos o governo que esta cidade merece e aplaude."