Páginas

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

EMPRÉSTIMO DO CAF A TAUBATÉ
NÃO SAI ESTE ANO, SE SAIR UM DIA

O prefeito cassado Ortiz Junior (PSDB) tem feito algumas obras nesta urbe quase quatrocentona que serviriam como contrapartida aos US$ 60 milhões que pretende tomar emprestado do CAF (Corporação Andina de Fomento), numa operação internacional capaz de comprometer o orçamento do município  nos próximos dez anos.

Joffre Neto, ao centro, toma para si a tarefa de conduzir uma audiência pública
na qual o público não podia se manifestar, em clara demonstração de
subserviência ao prefeito  cassado Ortiz Junior (PSD|B), á direita
Consultamos a Secretaria do Tesouro Nacional que, em última análise, é quem autoriza ou não o empréstimo pretendido pela Prefeitura de Taubaté.

Há oito dias, exatamente no dia 1º de outubro deste ano, o Ministério da Fazenda, via ofício nº 2693/2015/COPEM/SURIN/STN/MF-DF, solicita o envio de mais documentos e “informações complementares necessários á continuidade da análise” do pedido taubateano.

Em outras palavras: está muito longe o dia em que Ortiz Junior vai colocar a mão nos R$ 231.720.000,00 (com o dólar cotado hoje em R$ 3,8620) e comprometer definitivamente o orçamento municipal.

Abaixo, a resposta do Ministério da Fazenda á consulta que fizemos: