Páginas

terça-feira, 27 de outubro de 2015

"MILAGRE" EM TAUBATÉ

Calma! Não trataremos nesta postagem de nenhum milagre que a natureza não possa explicar. Não há nada de sobrenatural no milagre que passo a narrar, mas que ele é extraordinário,é.

"Milagre": neste  terreno, em lugar desta casa, existe hoje uma drogaria. "Milagres" que só acontecem em Taubaté

Havia uma casa na rua Emílio Winther, 486, construída provavelmente na primeira metade do século passado num estilo, digamos, e aqui peço vênia aos arquitetos desta urbe quase quatrocentona, germânico-suíço, como aquelas construções que vemos em Campos do Jordão

Pois bem!

Em 1º de abril do ano passado, o prefeito cassado em duas instâncias, e que se mantém no cargo liminarmente, tombou tal casa como parte do patrimônio histórico de Taubaté.

O decreto 13.301/14 não explica se o imóvel foi tombado por seu valor histórico, por sua arquitetura ou sua localização privilegiada, de frente para a Praça Santa Terezinha.

Pois bem de novo!

Em fevereiro deste ano, pelo decreto 13.497/15, o prefeito Ortiz Junior assinou o destombamento da residência, pois teriam sido violados os “ditames” previstos na Lei Complementar 55/94.

O fatos:

Por que a Prefeitura esperou quase um ano para destombar um prédio que havia tombado 11 meses antes?

Se o imóvel tinha algum valor histórico à época do tombamento na visão da Prefeitura, por que o conselho municipal do patrimônio histórico não foi ouvido?

Por que a Prefeitura destombou o imóvel sem consultar o conselho municipal para saber se havia interesse histórico ou arquitetônico no mesmo?

O “milagre”:

O “milagre” do tombamento/destombamento permitiu ao proprietário do imóvel que este fosse negociado com a rede de farmácias Drogaria São Paulo.

Um tapume impedia o olhar das pessoas sobre o que se fazia no terreno da antiga casa no nº 486 da Rua Emílio Winther.

Alguns meses depois, “milagre dos milagres”, diriam João Bosco e Aldir Blanc, surgia no local mais um farmácia da Drogaria São Paulo, a menos de 100 metros de uma farmácia da Drogasil, na esquina da Emílio Winther com a praça Santa Terezinha.

Definitivamente, Taubaté é a terra dos milagres que não tem nada de sobrenatural. Este é perfeitamente explicável.

O imóvel continua com o mesmo nº de matrícula (BC 1.1.020.057.001) para efeito de cobrança do IPTU?

Ou a Prefeitura concedeu isenção para a rede de drogarias?

Algum vereador poderia fazer o grande favor para a população taubateana de investigar os fatos acima narrados.

As informações necessárias para começar uma investigação estão aí. Basta um pouco de boa vontade.