Páginas

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

SENADO E CÂMARA CRUZAM
INICIATIVAS A FAVOR DO JOGO


Projeto de lei do marco regulatório para legalização dos chamados jogos de azar, em espaços físicos e online, pode ser votado amanhã na Comissão Especial de Desenvolvimento Nacional do Senado. Tramita em caráter terminativo. Caso aprovado segue direto para análise da Câmara dos Deputados.

Na câmara, também tramitam outros, que visam derrubar legislação de 1946, inspirado na primeira Dama Santinha Dutra, que considerou que “a tradição moral jurídica e religiosa do povo brasileiro era contrária à prática e à exploração de jogos de azar".

Para o senador Ciro Nogueira, do PP do Piauí, autor da proposta, a liberação de bingos, caça-níqueis e cassinos poderia gerar arrecadação de até  15 bilhões de reais por ano em impostos, além de gerar novos empregos e estimular o turismo.

Para os que votam contrariamente, a preocupação é a atração de gangsters que tomariam conta da jogatina, e, a abertura para que políticos, inclusive no exercício de mandatos venham se apossar de controle do jogo.

Momento difícil.

Falei e disse!