Páginas

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

COXINHAS REVOLTADOS
ONLINE DITOS DE ESQUERDA

Silvio Prado, professor

Tem gente da esquerda que deseja um fim desgraçado para o Lula. Antigos petistas, essa gente, mesmo tendo condições de avaliar a conjuntura de golpe em que vivemos, permite que a decepção com o projeto petista e com certas traições de bandeiras históricas do partido, ao invés de posturas críticas, inteligentes e criativas para que a esquerda encontre seu verdadeiro caminho e descubra pontos de unidade, acabou adquirindo um comportamento digno de coxinhas do DEM ou do PSDB. Viraram uma espécie de rovoltados on line da esquerda.
Outro dia, ouvi de um deles uma dessas frases que qualquer desmiolado da direita pronuncia quando acorda e quando vai dormir: “Quero que Lula, Zé Dirceu, Genoino e todo petista ladrão apodreça na cadeia”. A frase não foi dita num tom normal, mas brotou de uma voz desequilibrada que não admite sequer a existência do PT como partido.
Para ele, o Mensalão foi um julgamento justo, Moro e sua corja de Curitiba são exemplares, e essa história de golpe é só mais uma justificativa para que o PT possa sobreviver politicamente. Outro ex-petista ressentido, mesmo diante de um cenário social em que a perseguição a homossexuais é fato indiscutível, o aumento do número de práticas racistas tem números escândalos ,assassinatos de indígenas nem a imprensa noticia, a redução da maioridade penal é uma possibilidade e ataques permanentes ao ECA estão sistematizados,chegou a dizer que a tal onda conservadora que o país vive é mais um truque eleitoral do PT.
Para os coxinhas da esquerda, defender julgamentos justos para os crimes cometidos por lideranças petistas é coisa que alguém como eu, filiado ao Psol, não devo e não posso fazer. Porém, como posso aceitar como justa a ação 470 onde Joaquim Barbosa deitou e rolou, manipulou dados e informações e virou astro televisivo de uma minisérie rodada nas salas nem sempre nobres do STF? Como posso aceitar que em Curitiba exista uma prisão que lembra Guantanamo onde, como mostrou Paulo Henrique Amorim, nem a leitura de jornais e livros e permitido aos presos e, vazamentos, se dão de baciada? Aceitar Moro com exemplo de justiça? Como?
Portanto, que fique claro meu posicionamento: pertenço aos quadros do Psol, mas antes de tudo pertenço aos quadros daqueles que defendem uma democracia verdadeira, o que faço muito antes da existência do Psol e também muito antes da existência do PT. Se defender o aprofundamento da democracia exige que se defenda um tratamento justo ao Partido dos Trabalhadores nos tribunais brasileiros, então minha defesa continuará sendo feita, da mesma maneira que fazem os parlamentares do Psol, notadamente Jean Willis, deputado federal que deveria servir de exemplo para todos os quadros do partido.
Enfim, geralmente coxinha da direita é imbecil mesmo. Um idiota completo. Agora, os da esquerda tem me obrigado a procurar no Aurélio uma palavra que os defina com maior fidelidade. Talvez as ciências que estudam a mente humana possam com segurança me oferecer alguma. Tomara.