Páginas

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

HORA E VEZ DE VERA SABA

Extraído do Facebook

Nome completo: Vera Lúcia Santos Saba
Partido: PT
LEI : ................2013 = 0 / 2014 = 4 / 2015 = 6
LEI COMPL.: ..NENHUMA
RESOLUÇÃO :NENHUMA
DECRETO : ...2013 = 1 / 2014 = 1 / 2015 = 0
Caros colegas, como combinado, estamos discriminando a produção de todos os vereadores nestes 3 anos, este trabalho completo sobre o somatório de inutilidades vão nos custar até fim de 2016 a fortuna de R$ 110 MILHÕES AOS COFRES PUBLICOS que equivale a um hospital municipal , que a cidade não tem, mais pagamento da mão de obra por pelo menos 2 anos , caso você não saiba é o seu dinheiro que esta sendo jogado fora, em detrimento de uma cidade que peca pela péssima qualidade dos serviços públicos e por outro lado é prodiga no enriquecimento sem causa de políticos , aspones e agregados da administração local.
- Sobre a vereadora temos a comentar que é o primeiro e ultimo mandato no legislativo, esta é a realidade das ruas que dizem que não ganha mais nem para sindica de cemitério, pela produção legislativa percebe-se que não vamos perder nada, alias perdemos e muito ao elege-la pois ao sair terá consumido algo em torno de R$ 5 milhões dos nossos bolsos.
Quanto a um dos deveres constitucionais que é legislar nos brindou com 10 leis sendo que 2 são homenagens , as outras não vai mudar um segundo no cotidiano das pessoas , enfim , leis que empresas e cidadãos podem saber que existe , assim como sabem que existe extraterrestres, ou seja totalmente inócuas .
Como esta terra é um reino todos sabem que tem varias rainhas , uma delas é a rainha dos nomes de rua , já a nobre vereadora deixara o mandato reconhecida como a RAINHA DAS EXONERAÇÕES DE ASSESSORES, na ultima contagem observamos que já tinham passado pelo gabinete da moça que costuma fazer caras e bocas para ficar bem na foto, mais de 50 assessores que talvez, um dia , quem sabe pudessem se tornar cabos eleitorais, como alguns saíram atirando para todo lado, falando das qualidades do trato pessoal da madame e principalmente quando precisa, ela atravessa a rua para escorregar numa casca de banana, tamanha a falta de noção e de fazer trapalhadas , faça a conta , a estratégia de nomear muita gente não surtiu efeito, a realidade nos diz, que seus ex-assessores vão fazer valer a frase que me foi dita “Alguem que conhece de perto , não vota nela”, agora a matemática , esta frase dita pelos ex-assessores chegam fácil a mais de mil pessoas, parabéns, de cara já tem mais de mil eleitores querendo vê-la pelas costas o mais breve possível.
Quem sabe como atriz ou cantora se saia melhor, ou volte para sua cadeirinha no sindicato, que já não junta meia dúzia de bancários pingados, toda inutilidade tem preço, e realmente pagamos muito caro.
É o tipo de político com prazo de validade vencida, passou da hora na vida publica e não deixa saudades, bom mesmo era ser vice e receber para ficar contando as estrelas numa noite enluarada, vai tarde.
Principais votações e apoios:
2008:
– Eleita vice-prefeita de Roberto Peixoto (sem partido).
2012:
– Apoiou ISAAC DO CARMO (PT) nas eleições municipais.
2013:
– Votou CONTRA o reajuste no salário dos secretários municipais.
– Votou pela REJEIÇÃO das contas de 2008 do ex-prefeito Roberto Peixoto.
– Votou CONTRA a terceirização da gestão de serviços públicos por OS’s (Organizações Sociais).
– Votou pela REJEIÇÃO das contas de 2009 do ex-prefeito Roberto Peixoto.
– Votou A FAVOR do reajuste de 6,49% no próprio salário.
– Votou A FAVOR da abertura da CP (Comissão Processante) das denúncias eleitorais contra o prefeito Ortiz Junior (PSDB).
– ASSINOU a abertura da CPI da Saúde.
– ASSINOU a abertura da CPI das Licitações.
– ASSINOU a abertura da CPI da Unitau.
– Votou A FAVOR do abono de R$ 2.000 para servidores da Câmara
– Votou CONTRA o abono de R$ 500 para servidores da prefeitura
2014:
– Votou pela REJEIÇÃO das contas de 2010 do ex-prefeito Roberto Peixoto.
– Votou CONTRA a redução de 4 UFMT’s para 0,2 UFMT no valor máximo de dívidas que poderão ser perdoadas pelo município, no projeto da minirreforma tributária.
– Votou CONTRA limitar a isenção do IPTU para um único imóvel do munícipe portador de deficiência, no projeto da minirreforma tributária.
– Votou CONTRA ampliar de 2% para 3% a alíquota do ITBI, no projeto da minirreforma tributária.
– Votou A FAVOR de parcelar o pagamento do ITBI em seis vezes, no projeto da minirreforma tributária.
– Votou CONTRA ampliar de 2% para 5% a alíquota do ISS pago por empresas de vigilância e monitoramento, no projeto da minirreforma tributária.
– Votou CONTRA ampliar de 60 para 120 meses o prazo de parcelamento de dívidas que ultrapassem R$ 500 mil, no projeto da minirreforma tributária.
– Votou CONTRA ampliar de15 para 30 anos o prazo máximo para que as grandes empresas sejam beneficiadas com isenção do IPTU e redução da alíquota do ISS, no projeto da minirreforma tributária.
– Votou CONTRA o fim de incentivos fiscais para empreendimentos na ZEIS, no projeto da minirreforma tributária.
– ASSINOU a abertura da CPI da Dengue.
– Esteve AUSENTE na votação do reajuste de 6,28% no próprio salário.
– Votou A FAVOR da abertura da CP (Comissão Processante) por suposta infração político administrativa do prefeito Ortiz Junior (PSDB), ao não conceder reajuste salarial para o funcionalismo.
– Votou CONTRA a criação de 11 cargos comissionados para a prefeitura.
– Votou CONTRA a criação do Plano de Amortização do Déficit Atuarial do IPMT (Instituto de Previdência do Município de Taubaté).
– Votou CONTRA a criação da Taxa de Luz em Taubaté.

2015:
– ASSINOU a abertura da CPI da Superbactéria do Hospital Universitário
– Foi AUTORA do pedido para a abertura da CPI dos Radares
– Votou pela REJEIÇÃO das contas de 2011 do ex-prefeito Roberto Peixoto.
– Votou pela REJEIÇÃO das contas de 2012 do ex-prefeito Roberto Peixoto.
– Votou A FAVOR do reajuste de 6,5% no próprio salário.
– Votou CONTRA o veto do prefeito para proibir fiscalizações não agendadas em escolas municipais.
– Votou CONTRA o empréstimo de US$ 60 milhões junto ao CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina).
– Votou A FAVOR do projeto que autoriza o município a usar bens e recursos da prefeitura, Unitau e IPMT como garantia nos contratos de PPP.
– Votou CONTRA o pacote de projetos que autoriza o município a doar 14 áreas para empresas.