Páginas

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

VEREADOR JOÃO VIDAL, O HIPÓCRITA

Silvio Prado, professor

(Extraído do Facebook)

João Vidal e sua cruzada moralista... quá quá quá quá!
O vereador João Vidal é um hipócrita. Para ele sexo certamente é algo que deve ser feito no escuro, debaixo do cobertor, sem nenhuma palavra excitante ou posição que contrarie alguns manuais que na Idade Média disciplinavam a vida sexual dos casais. Vidal seria, por exemplo, um grande legislador no Afeganistão onde mulheres se cobrem de burcas e somente as mãos podem ser mostradas em público, e o desejo sexual - de homens e mulheres - expresso em público é visto como crime. O seu “espírito de legislador taleban”, no momento do apedrejamento de uma mulher, devido a algum “deslize sexual”, me faz imaginar que ele, Vidal, hipócrita e demagogo, apareceria com um carregamento de pedras oferecendo-as para os bárbaros executores da infeliz.

É um verdadeiro absurdo pretender legislar sobre o prazer das pessoas, policiar seus corpos, disciplinar seu gozo, matar sua imaginação, como quer fazer Vidal no projeto que pretende disciplinar a propaganda de motéis da cidade. Como também é igualmente absurdo proibir que a iniciativa privada mantenha propagandas conforme os propósitos de seus negócios, desde que não fira direitos. Por trás do projeto do vereador está a idéia de que sexo é pecado e que todo motel é um atentado contra o que os hipócritas chamam de bons costumes. Numa cidade materialmente destruída como a nossa, e com o serviço público em frangalhos, o vereador está preocupado com a propaganda dos motéis que, tenho a impressão, deve ser uma das poucas coisas que funcionam corretamente na cidade. Devem funcionar até melhor que a Câmara Municipal. Chega de hipocrisia!