Páginas

segunda-feira, 23 de maio de 2016

SERVIDOR LUDIBRIADO
PRESSIONA VEREADORES
POR REAJUSTE SALARIAL



É hoje o dia de os servidores municipais mostrarem que não aceitam a proposta de 3,58% de reajuste em seus salários feita pelo prefeito cassado em duas instâncias Ortiz Junior.

O servidor deve saber que Ortiz Junior está inelegível e só poderá ser candidato à reeleição se conseguir uma liminar para disputar o pleito municipal de outubro, o que não é difícil, considerando-se nossa justiça e o fato de ser tucano.

Vamos ao que interessa:

Ortiz Junior propõe 3,58% para recompor o salário dos servidores, considerando apenas a inflação acumulada de janeiro a abril deste ano, que foi de 3,25%. Ganho teórico de 0,33%.

Os números são enganosos, se não prestamos atenção neles.

Compare a inflação do ano anterior e a recomposição salarial do servidor municipal ofertada pelo prefeito cassado José Bernardo Ortiz Monteiro Junior:

2013 – Posse de Ortiz Junior, que desconsiderou a inflação do ano anterior (5,83%) e não deu reajuste ao servidor municipal.

2014 – Ortiz Junior deu 10% de recomposição salarial. Somando-se as inflações de 2012 (5,83%) e de 2013 (5,91%) chega-se ao índice de 11,74%. Portanto, o reajuste foi 1,74% inferior ao acumulado nos dois anos anteriores.

2015 – A inflação de 2014 foi de 6,41% e o reajuste de 6,5%, com ganho para o trabalhador de apenas 0,9% em relação à inflação do ano anterior, ainda assim com prejuízo de 0,84% para o servidor, se consideramos o reajuste anterior.

2016 – A inflação de 2015 foi de 10,67%. O reajuste oferecido é de pífio 3,58%, que não repõe nem de longe as perdas acumuladas apenas nestes três anos e quatro meses de “governo” Ortiz.

Somando-se o índice de inflação acumulada entre 2012 e abril de 2016, chega-se ao índice de 32,07%.

Os reajustes salariais dos servidores municipais entre 2013 (ano da posse de Ortiz) e 2016, considerando-se a proposta deste ano (3,58%), somam exatos 20,08%, ou seja, 11,99% abaixo da inflação acumulada no período.

A Câmara vai aprovar o reajuste prometido pelo prefeito?