Páginas

sábado, 1 de outubro de 2016

ADIAMENTO DO JULGAMENTO
DE ORTIZ NÃO MUDA SITUAÇÃO
ELEITORAL DO TRICASSADO

O sociólogo Celso Brum, o jornalista Barbosa Filho e o professor Jefferson Cabral debatem, na TV Cidade, a situação
eleitoral de Ortiz Junior, que não muda nada sem o julgamento d seu recurso. Os votos em Ortiz Junior serão anulados

O TRE-SP não conseguiu, na sessão de ontem (30), pôr fim à novela do indeferimento da candidatura do ex-prefeito tricassado Ortiz Junior.

É possível que haja um esforço concentrado ainda hoje e o TRE escreva o último capítulo desta trama bizarra, que só confunde o eleitor taubateano.

Ortiz Junior terá seu nome na urna.

Porém, quem votar 45 perde o voto, pois ele será anulado.

O que torna os votos em Ortiz Junior nulos é o fato de o tucano ter o registro de sua candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral de Taubaté.

O art. 145 da Resolução 23.456/2015 do TSE determina a nulidade dos votos  dados a candidatos com registro indeferido, ainda que o recurso contra o indeferimento não tenha sido julgado.

Portanto, quem votar 45 terá o voto anulado por força de lei.

TRE-SP INDEFERE MAIS SETE CANDIDATOS A PREFEITO

Nas sessões de quinta-feira (29/09) e na de sexta-feira (30/09), mais sete candidatos a prefeito tiveram o registro de suas candidaturas indeferidas pelo TRE-SP.

O motivo? Lei da Ficha Limpa, a mesma que pega Ortiz Junior.

Por que com o tucano taubateano a interpretação da lei seria diferente?

Aqui, os candidatos indeferidos:

- Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB)Tupã
- Gilmar Dominici (PT), em Franca
- Ismael Edson Boiani (PSB), em Iacanga
- Antônio da Silva Oliveira (PPS), em Urupês
- Celso Antonio Gigli (PSDB), de Osasco
- Izaias Alves da Silva (PSD), de União Paulista


NÃO PERCA SEU VOTO!