Páginas

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

1.321 VOTOS IMPEDIRAM TAUBATEANO
DE ELEGER PREFEITO EM DOIS TURNOS

Faltaram 1.321 para Taubaté votar em dois turnos. Concorrentes de tucano não foram ousados e aceitaram "massacre"
Após ler os números das eleições municipais deste ano em Taubaté, elaborada por um dos melhorem estatísticos da cidade, só posso concluir que faltou ousadia e sobrou covardia para os principais candidatos a prefeito desta urbe quase quatrocentona.

O maior tempo de exposição no horário eleitoral gratuito e a pouca ou nenhuma agressividade de seus concorrentes, deram a Ortiz Junior os 1.321 votos que precisou para somar o total obtido por seus concorrentes.

Praticamente ¼ dos eleitores se abstiveram de votar: 51.229 eleitores (23% do total)

Somem-se a este total 8.007 votos brancos (3,59%) mais 15.670 votos nulos (7.03%) chegamos a 23.677 votos perdidos (10,62%).

Quando você lê que apenas 33,48% dos eleitores votaram em Ortiz Junior, descobre concomitantemente que isto significa que apenas 1/3 dos eleitores votaram no tucano.

Faltaram apenas 0,58% de votos nos demais candidatos para que Taubaté não passasse pelo vexame que está passando.

Não adianta abominar a política. Precisamos de política mais que igreja. A igreja manipula os fieis.

O resultado é este: Ortiz Junior vence a eleição com facilidade e ficamos com cara de bocó quando o vemos absolvido de seus crimes eleitorais pela mais esdrúxula sessão do TSE que re-julgou o tucano contra súmula do STJ.


Abaixo, o Raio X das eleições.