Páginas

segunda-feira, 10 de abril de 2017

LORENY QUESTIONA NO MP POSSÍVEL FRAUDE EM LICITAÇÃO NO 1º ANO DO GOVERNO ORTIZ



A empresa Amabile F. Marcondes Construções – EPP faturou R$ 2.108.643,58 no primeiro ano de administração do atual descassado Ortiz Junior, em 2013.

Em apenas 12 meses, a Amabile venceu 17 processos licitatórios distintos, isto é, um diferente do ouro. A média é de 1,4 licitações vencidas por mês.

Com base nas informações levantadas pelo TCE, no processo TC-2090/026/13, Loreny recorre ao Ministério Público antes de o plenário da Câmara Municipal votar o relatório emitido pelo TCU com parecer prévio desfavorável.

Em resumo, o relatório pede:

a) imposição de multa

b) ressarcimento dos valores pagos

c) decretação de irregularidade de contratos...

...“Tendo em vista a constatação nos autos de grande número de irregularidades, muitas das quais com claros indícios de prática de improbidade administrativa”, anota a vereadora em sua representação.

Ao analisar o relatório do TCU, Loreny percebeu que o favorecimento á Amabile se deu da seguinte forma:

a) A planilha orçamentária laborada pela Prefeitura evidencia ser cópia fiel da planilha apresentada pela Amabile.

b) As alterações entre as duas planilhas, no quesito preços, é sempre para maior, o que indica ter havido comunicação (acerto, em português claro) entre Prefeitura e Amabile.

Quando este processo for “analisado” pela Câmara Municipal, não resta a menor dúvida que será rejeitado.

Afinal, a base do descassado tem 18 vereadores, nenhum com capacidade ou coragem para fazer o dever de casa: fiscalizar o Poder Executivo.

Abaixo, a íntegra da representação da vereadora Loreny: