Páginas

segunda-feira, 24 de abril de 2017

POLLYANA JOGA NA CONTA DE DILMA
OS 13,5 MILHÕES DE DESEMPREGADOS

Pollyana põe na conta de Dilma o caos social  o desemprego recorde
Os deputados Eduardo Cury (PSDB – São José dos Campos) e Pollyana Gamas (PPS – Taubaté) foram favoráveis ao regime de urgência para a votação do projeto de lei 6787/2016, que põe fim às relações trabalhistas, autorizando a terceirização de mão-de-obra em todos os níveis.

Ambos são representantes da região metropolitana do Vale do Paraíba na Câmara Federal, assim como o deputado Flavinho (PSB – Cachoeira Paulista), o único voto contrário da região ao regime de urgência aprovado.

Na véspera da votação, ocorrida no último dia 19, Pollyana foi a única a se abster de votar, entre os 394 deputados presentes à sessão, quando o requerimento 6282/17 foi rejeitado pelo plenário por 230 a 163 votos.

Pollyana Gama sucumbiu à pressão das lideranças partidárias e do próprio governo e tornou-se um dos 28 deputados que em menos de 24h mudaram o voto a favor do governo.

Pollyana Gama não mudou o voto. Ela simplesmente não havia votado no dia anterior. Foi uma abstenção conveniente. Bastou uma pequena pressão par a deputado assumir seu lado governista, contra o trabalhador.

Novas emendas ao projeto podem ser apresentadas até as 17 horas desta segunda-feira. Ou seja, hoje (24/04/17).

Pollyana gravou um vídeo em que joga nas costas de Dilma, a responsabilidade pelos 13,5 milhões de desempregados que hoje perambulam Brasil afora.

Ela não assume, em nenhum momento, que a seu modo foi uma golpista, ao participar dos protestos promovidos pela Rede Globo contra um governo eleito democraticamente.

Em nenhum momento a deputada critica o golpe contra o trabalhador brasileiro.

Antes, critica os sindicatos e o imposto sindical, que sustenta a luta dos trabalhadores, e o próprio sindicato de São José dos Campos, sem especificar qual, com quem disse ter mantido reunião e não recebeu nenhuma proposta para melhorar o projeto.

Não receberia mesmo, pois os sindicalistas são contra a reforma trabalhista

Apreciaria ver a deputada publicar nas redes sociais quais emendas  apresentou ao projeto de lei em favor dos trabalhadores.

Aqui, as principais movimentações do projeto de lei 6787/16, que enterra os direitos trabalhistas conquistados em 1943, durante o governo de Getúlio Vargas.

23/12/2016
PLENÁRIO ( PLEN )
§     Apresentação do Projeto de Lei n. 6787/2016, pelo Poder Executivo, que: "Altera o Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943 - Consolidação das Leis do Trabalho, e a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, para dispor sobre eleições de representantes dos trabalhadores no local de trabalho e sobre trabalho temporário, e dá outras providências". Inteiro teor
§     Apresentação da Mensagem n. 688/2016, pelo Poder Executivo, que: "Submete à deliberação do Congresso Nacional o texto do projeto de lei que 'Altera o Decreto-Lei n 5.452, de 1º de maio de 1943 - Consolidação das Leis do Trabalho, e a Lei nº 6.019. de 3 de janeiro de 1974, para dispor sobre eleições de representantes dos trabalhadores no local de trabalho e sobre trabalho temporário, e dá outras providências'.
". Inteiro teor


19/04/2017
PLENÁRIO ( PLEN )
§     Apresentação do Requerimento de Urgência (Art. 155 do RICD) n. 6292/2017, pelo Líderes, que: "Com base no art. 155 do Regimento Interno, requeremos regime de urgência na apreciação do PL n° 6.787/2016 , que altera o Decreto-Lei n° 5.452, de 1° de maio de 1943 - Consolidação das Leis do Trabalho, e a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, para dispor sobre eleições de representantes dos trabalhadores no local de trabalho e sobre trabalho temporário, e dá outras providências.
". Inteiro teor
§     Aprovado requerimento do Líderes que com base no art. 155 do Regimento Interno, requeremos regime de urgência na apreciação do PL n° 6.787/2016 , que altera o Decreto-Lei n° 5.452, de 1° de maio de 1943 - Consolidação das Leis do Trabalho, e a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, para dispor sobre eleições de representantes dos trabalhadores no local de trabalho e sobre trabalho temporário, e dá outras providências.
§     Alteração do Regime de Tramitação desta proposição em virtude da Aprovação do REQ 6292/2017 => PL 6787/2016.

20/04/2017
Mesa Diretora da Câmara dos Deputados ( MESA )
§     Exarada Decisão da Presidência, conforme seguinte teor: "O PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS, no uso de suas atribuições, RESOLVE reabrir o prazo para o oferecimento de emendas ao substitutivo do relator perante a Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei n. 6.787, de 2016, do Poder do Executivo, que "Altera o Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943 - Consolidação das Leis do Trabalho, e a Lei nº 6.019, de 3 de janeiro de 1974, para dispor sobre eleições de representantes dos trabalhadores no local de trabalho e sobre trabalho temporário, e dá outras providências", até as 17 horas do dia 24 de abril de 2017.