Páginas

quinta-feira, 18 de maio de 2017

POLLYANA CAI JUNTO COM TEMER

A efêmera carreira política de Pollyana na Câmara Federal está com os dias ontados
A queda de Temer, por renúncia ou impeachment, significa a queda da deputada Pollyana Gama (PPS), que votou a favor da reforma trabalhista.

Junto com Pollyana, os quatro ou cinco assessores que ele tem á sua disposição em Taubaté também cairão.

 A queda de Temer significa a queda do ex-comunista Roberto Freire do ministério da Cultura e sua volta à Câmara dos Deputados.

Pollyana assumiu sua cadeira no Congresso justamente na vaga de Roberto Freire que, em um novo governo, mesmo que provisório, cairá.

A provável queda de Roberto Freira representarás, também, a volta de pollyana Gama para Taubaté.

A ex-vereadora não terá como escrever suas memórias no Parlamento Nacional porque ele não tem história par contar, a não ser sua submissão aos caciques do PPS, um partido que caminha para a extinção a passos largos.

Pollyana não sobreviverá à avalanche política em que sua vida se transformou. Ela e o marido Davi Zaia, ocupando interinamente a presidência nacional do PPS, voltam sem glória para Taubaté e com uma unia certeza: o eleitor pendurará as chuteiras de ambos nas próximas eleições.